Escolha uma Página

Enviado por BFM em ter, 07/02/2017 – 17:50

Com o intuito de reunir, preservar, disseminar, promover e dar acesso à produção técnico-científica da instituição de forma livre e gratuita, a Universidade Federal Fluminense institui política para depósito no Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense – RIUFF.
A UFF, alinhada a outras importantes instituições brasileiras e estrangeiras que mantêm seus repositórios institucionais,http://www.opendoar.org/countrylist.php contará com as coordenações dos Cursos de Graduação, Pós-graduação, Mestrado e Doutorado, como parceiras fundamentais para o sucesso do repositório.
A Política elaborada pela Comissão de criação de políticas de preservação, divulgação e disponibilização de produção científica no RIUFF (DTS/SDC 15, de 08/07/2016), com o acompanhamento do Comitê de Gestão da Informação (PORTARIA N.º 56.162 de 28 de abril de 2016), foi criada em conformidade com a Lei 12.527/2011 – Lei de Acesso à Informação e alinha-se a motivação institucional, beneficiando a comunidade acadêmica no que diz respeito a:
Maximizar o impacto acadêmico dos resultados da produção acadêmica da UFF, ampliando sua visibilidade e disseminação, através do livre acesso à informação; facilitar a gestão da informação disponível em meio digital, reunindo num único local a produção intelectual da universidade; preservar a memória institucional e a produção técnico-científica da Universidade, por meio do armazenamento de longo prazo de documentos digitais; ampliar a visibilidade e o uso da produção intelectual desenvolvida na universidade; subsidiar a gestão de investimentos em pesquisa nesta Instituição; disponibilizar, através do RIUFF, recursos didáticos produzidos pela comunidade UFF e suas parcerias visando apoiar a formação e desenvolvimento de pesquisadores, educadores, acadêmicos, gestores, alunos de graduação e pós-graduação, bem como a sociedade e ainda, a promoção da participação social e o exercício da cidadania.
No Brasil, Iniciativas embrionárias, como as da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) – Portaria n. 13 de 15 fevereiro de 2006, que institui a divulgação digital das teses e dissertações produzidas pelos programas de doutorado e mestrado; O Projeto de Lei (PL n. 1.120) de 21 de maio de 2007, que dispõe sobre o processo de disseminação da produção técnico-científica das Instituições de Ensino Superior e a do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) em 2009, são consideradas pioneiras nas ações de incentivo à implantação dos Repositórios Institucionais.
Em 2009, através do Edital IBICT-FINEP/PCAL/XBDB 002/2009 que previa a distribuição de kits tecnológicos, treinamento dos recursos humanos da Instituição, além do suporte informacional e tecnológico, a UFF implanta o seu Repositório Institucional.
A equipe operacional da época foi formada por duas Bibliotecárias da Superintendência de Documentação (SDC) e um analista TI da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI). O Projeto Piloto foi constituído pelos Cursos de Pós-Graduação em Letras e Ciência da Informação da UFF.
Atualmente no RIUFF estão disponíveis em formato digital, os trabalhos de conclusão de curso, manuais e procedimentos técnicos, artigos de periódicos, capítulos de livros, dissertações de mestrado e teses de doutorado dos Programas de Pós-Graduação oferecidos pela Universidade. A plataforma encontra-se em expansão, e passará a contar também com documentos administrativos produzidos pela universidade.
Para submissão no RIUFF é necessária a obtenção de autorização prévia (licença) do titular do direito de autor. Existem, alguns diretórios de políticas editorias sobre o acesso aberto das revistas científicas, a saber: SHERPA/ROMEO http://www.sherpa.ac.uk de alcance mundial e DIADORIM www.diadorim.ibict.br (periódicos brasileiros). Dependendo das restrições apresentadas pela Editora titular e detentora do direito de autor, será possível 3 (três) tipos de acesso ao RIUFF:
Trabalho na íntegra;
Após determinado período de embargo, ou
Acesso apenas às referências básicas do documento, não sendo possível o acesso ao seu conteúdo.
Há ainda a possibilidade de uso das licenças Creative Commons, que são licenças atribuídas pelo próprio autor à sua obra, sem intermediários. Para saber mais, visite https://br.creativecommons.org/faq. O RIUFF também faz uso desta licença.
Os procedimentos para criação de comunidade/coleção no RIUFF estão disponíveis na página do Repositório:http://www.repositorio.uff.br/jspui

http://www.noticias.uff.br/bs/2017/01/003-2017.pdf

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE – BOLETIM DE SERVIÇO ANO LI – N.° 003 05/01/2017 SEÇÃO IV PÁG. 049 NORMA DE SERVIÇO Nº 655 de 03 de janeiro de 2017